quarta-feira, 25 de julho de 2012

Exercício Autoestima


Lembre-se: o exercício acima não é capaz de amenizar problemas mais profundos de autoestima, pois é necessário compreender a partir de um processo terapêutico, as causas por detrás do problema.

Viver numa constante busca
É nunca ter
olhado para si
Viver sob o domínio do medo
É acreditar
na crueldade e na condenação
Viver na esquina da solidão
É não conhecer
seu próprio poder de aceitação
Viver na torrente do ressentimento
É nunca ter
experimentado a compaixão
Viver na dor da inferioridade
É não saber
de sua verdade
A cada momento da vida
Mais vale o que a nós fazemos
Pois quem bem se cuida
A si mesmo a vida ajuda...

(Conserto para uma alma só. Luiz Gasparetto. Editora Vida & Consciência)

segunda-feira, 16 de julho de 2012


" O mundo está cheio de problemas e dificuldades. Mas também está cheio de pessoas com coragem o suficiente para superá-las"

(autor desconhecido)

Reflita sobre como lida com a felicidade de seu parceiro (a)!

"Nunca estrague o prazer de seu companheiro. Aprenda a ficar feliz com a felicidade dele.
Não se sente feliz? Aja como se estivesse....É surpreendente como isso pode funcionar.
Mesmo quando seu companheiro tem aquilo que você quer, FIQUE FELIZ POR ELE.
Quando forem capazes de se alegrarem um pelo outro, vocês serão mais confiantes.
E isso fortalece incrivelmente o seu relacionamento"

Stephane Dowrick - "Casamento Quase Perfeito" - Editora Sextante

Se todos fossem normais o mundo seria uma chatisse!


Fonte: Página do Facebook: Saudeterapias (Para quem tem facebook, vale a pena conferir esta página)

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Medo de animais - Significado Psicológico

Continuando nossa série do que está por detrás de nossos medos, o seu significado psicológico, essa semana veremos o medo de animais.

Para Possato (2010) geralmente o medo de animais está ligado à potenciais que a pessoa reprime nela e projeta no animal temido, ou seja, aspectos da personalidade da pessoa que a mesma tem dificuldade para lidar ou assumir para si mesma, ela vê no animal e acaba repudiando este último.

Ela afirma que é necessário perceber o que cada animal representa para cada pessoa. Um exemplo é o medo de gatos. Um gato geralmente é associado a um ser que preza sua independência, precisando de liberdade. O sujeito que possui medo de gatos pode estar restringindo a sua própria liberdade de algum modo (obrigando-se a fazer coisas que não está de acordo com seus valores, com o seu Ser) e então, como o gato significa isso para ele inconscientemente, o indivíduo rejeita o animal pois ele representa essa sua dificuldade.

Possato coloca que é importante que nos perguntemos o que o animal temido representa para nós, quais são as suas características, para que possamos observar se não é justamente estes aspectos que estamos deixando de lado em nossas vidas.

Para saber mais: Livro "Medos, Fobias e Pânicos" de Lourdes Possato, 2010, Editora Lumen.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

RECOMENDAÇÃO DE LEITURA: EXERCÍCIO PARA ELIMINAR A TRISTEZA - AUTOR: LUIZ GASPARETTO

(transcrição feita das palavras do autor)

"Nesta semana, quero passar um exercício para eliminar a tristeza. Antes, quero ajudá-la a lidar com a decepção, uma das grandes causas desse estado de espírito. Já percebeu como nos frustramos por esperar demais das pessoas? Taí um erro. Pois é, o que não conseguimos entender é que até os entes mais queridos não têm condições de dar o que queremos ou simplesmente não querem dar, afinal todos são livres para fazer as próprias escolhas. E você aceita isso? Não, né? Ninguém aceita uma recusa…

Aonde eu quero chegar? Se você não esperar nada de ninguém, dificilmente se entristecerá. Repito: não espere nada de ninguém! Se vier, ótimo. Se não, siga em frente, sem alimentar o seu lado vítima, o “pobre de mim”. Quer saber? Como posso me desapontar comigo mesmo, também não espero nada de mim. Viu só? Incorporar certas ideias pode dar aquela leveza de que precisamos na vida. Agora procure um lugar calmo e leia o trecho abaixo:

“Eu estou aqui, vivo a vida com seus desafios. Eu não sou coitada e nem vítima dessa situação. Eu solto e assumo minha coragem! Assumo minha vontade de ir e a necessidade de elevar meu astral. Eu me alegro por falar o que quero. Por expressar meus sentimentos como são. Sim, eu posso me manter tranquila, deixando que as pessoas cuidem de seus problemas e assumindo os meus. Eu posso me manter tranquila não esperando nada de ninguém. Porque decido ter humor e não levar as coisas exageradamente a sério. Eu posso agir seriamente e sorrir sempre. Posso rir e jogar fora mágoas, tristezas e desilusões. Hum, que bom jogar fora as desilusões… Mais do que tudo isso, me aceito. Sou assim. Tenho uma série de defeitos e fraquezas. Mas é o que sou, é o jeito que eu sei fazer. Quero estar bem comigo. Os outros não fazem por mim. Eu me viro e vivo bem. Aconteça o que acontecer, eu me viro e vou arriscar.”

Uma das chaves para sair da tristeza é arriscar. Então vamos lá, arregace as mangas, pise fundo e coloque uma coisa em mente: a gente vai ter sempre que enfrentar algo na vida. Encare-a, portanto, com boa vontade, bom sentimento e o seu melhor. A vida não caminha de acordo com nossos sonhos. Não faz mal. O importante é que nela há sempre um mistério que pode nos encantar…"

PARA SABER MAIS: www.vidaeconsciencia.com.br