sexta-feira, 4 de maio de 2012

A importância do descontrole em nossa vida!


Tenho vontade de comentar sobre este assunto com vocês porque observo que algumas pessoas possuem dificuldade em lidar com a incerteza em suas vidas. 

Não é raro ficarmos totalmente desnorteados e indignados quando algo sai de nosso controle. O ser humano precisa de certa previsibilidade em sua vida porque não aguentaríamos ficar em estado de estresse contínuo diante de mudanças inesperadas. 

Porém, ocorrem casos onde os sujeitos sentem que precisam controlar tudo o que lhes acontece, ou melhor, tentar controlar. E é justamente na tentativa de controlar o incontrolável da vida, que a pessoa é invadida por uma angústia tamanha que pode lhe trazer consequências negativas para a sua saúde física e emocional (gastrites nervosas, dores de cabeça, dores musculares, irritabilidade, tristeza, medo, etc).

A compreensão de que há momentos em que as coisas fogem ao nosso controle é melhor trabalhada em nós, se acreditamos na nossa capacidade de lidar com as adversidades. 

Se nos deixamos levar pela negatividade, ou seja, se diante de algo que não temos como prever o seu final, acreditamos que aquilo não dará certo e ponto final, muito provavelmente ficaremos angustiados. Não se trata apenas de "pensar positivo", pois pensar positivo sem acreditar, de nada vale, é autoengano. Porém, se não sabemos o final por que temos que "dramatizar" as coisas, aumentando as suas consequências, nos agarrando no pior que poderia acontecer? 

Uma postura mais sensata me parece a aceitação. Aceitar que não somos os senhores de tudo, que há coisas que fogem ao nosso controle e que diante delas, temos a opção de esperar as coisas acontecerem, sem nos aterrorizarmos diante de suposições que são frutos de nossa imaginação catastrófica, é para mim, o melhor posicionamento que podemos tomar.

Aqui, é importante ressaltar, estamos discutindo eventos que sabemos que nada podemos fazer, onde esperar é o mais indicado. É claro, que existem momentos na vida que devemos nos antecipar aos problemas, mas é necessário saber diferenciar o que é tentar resolver um possível problema e se desesperar diante de problemas que talvez nem venham a ocorrer. Estes últimos só nos levam tempo e energia, energia esta que poderia ser canalizada para algo do presente realmente importante.

E se pensarmos bem, diante do imprevisível é possível verificarmos como somos seres capazes de nos adaptar. Sempre imagino que se tudo na vida fosse previsível, boa parte de sua graça não existiria, não teríamos nada a aprender, e crescer não seria possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário