segunda-feira, 16 de abril de 2012

TRANSTORNO DE PERSONALIDADE NARCISISTA

Um TRASTORNO DE PERSONALIDADE é o modo de ser da pessoa, porém este modo é um traço e não um estado, isto é, as pessoas que possuem este transtorno não estão com ele e depois o mesmo pode deseparecer facilmente, como no caso de transtornos de ansiedade, sendo os transtornos de personalidade na realidade estáveis e duráveis e falam de como o sujeito é, e de como se relaciona com as pessoas.

Os transtornos de personalidade possuem tratamento, porém estes costumam ser longos e difícies, tendo em vista que estamos falando do jeito de ser da pessoa e ela teria de mudá-lo para que o tratamento fosse efetivo.

Existem vários transtornos de personalidade, o que abordaremos hoje será o TRANSTORNO DE PERSONALIDADE NARCISISTA.

Neste transtorno o sujeito tem uma personalidade onde ele entende que é um ser especial quando comparado a outras pessoas (grandiosidade) e uma preocupação excessiva com questões de autoestima.

CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES DO TRANSTORNO (ATENÇÃO apenas um psiquiatra - com ou sem a colaboração do psicólogo - pode fazer o diagnóstico. É necessário uma cuidadosa avaliação do caso e que ele atenda a uma série de critérios.)

- A pessoa tem um sentimento grandioso de importância (por exemplo, ela exagera os seus talentos, espera que os outros reconheçam a sua superioridade, etc)

- Preocupação constante com ilimitado sucesso, poder, amor, inteligência e belezas ideais

- Acredita ser "especial" e único e que só pode ser compreendido por pessoas igualmente especiais.

- Tira vantagens de outros em seus relacionamentos para atingir seus objetivos

- Ausência de empatia: possue uma relutância em reconhecer e identificar-se com os sentimentos e necessidades alheias.

- Frequentemente sente inveja de outras pessoas ou pensa ser alvo da inveja alheia

- Possui comportamentos arrogantes e insolentes

TRATAMENTO: Psiquiátrico e psicológico

VÍDEO ILUSTRATIVO: Um video ilustrativo interessante foi postado pelo curso Deat, onde é possível ver um rapaz com as características deste transtorno (não sei se trata-se de um ator ou de um paciente real, porém é bastante ilustrativo):




Até a próxima!

3 comentários: