domingo, 30 de outubro de 2011

Tudo o que me acontece é o melhor possível que pode me acontecer!

Livro Zen e a Arte da Felicidade - Chris Prentiss- Editora Nova Era

O título desta postagem é uma frase muito ressaltada no livro "Zen e a Arte da Felicidade" de Chris Prentiss.
 Profundo conhecer do I ching, este autor aborda de forma clara alguns dos principais ensinamentos deste livro milenar chinês.

O que o autor quer dizer quando afirma que devemos olhar para as coisas que nos acontece acreditando que TUDO (até mesmo os eventos desagradáveis) deve ser encarado como o melhor possível que poderia nos acontecer?

Os eventos não são bons nem maus por si só, somos nós que os interpretamos deste ou daquele jeito. Até mesmo a morte (tão temida por nós ocidentais) pode ser vista sobre outra perspectiva se assim desejarmos. Seguindo este raciocínio o autor coloca que se pensarmos que tudo que nos acontece se mostrará benéfico, conseguimos paz de espírito.

Concordo com o autor, apesar de saber que como não estamos acostumados a ver o mundo desta forma, pode ser difícil seguir esta filosofia. Porém, acredito que, se ao menos tentarmos pensar deste modo, mesmo que não consigamos sempre, temos o poder de mudar nossos sentimentos ruins e até mesmo comportamentos que poderiam nos prejudicar. Vou dar um exemplo:

Imagine que você perdeu o emprego. Se a sua postura for pensar que este evento foi uma coisa terrível que lhe aconteceu, muito provavelmente você ficará triste (ou com raiva) e terá pensamentos que não lhe ajudarão a arrumar outro emprego. Um dos principais é acreditar (mesmo que subconscientemente) que será muito difícil arrumar outro. Bom, acreditando nisto, você pode até se esforçar, mandar currículos, etc, porém, você já se sente um fracassado e quem é que vai querer contratar uma pessoa que acredita que é um fracasso ou que tem crenças semelhantes? Também pode acontecer de você se boicotar e não ter a motivação necessária para buscar um novo emprego.

Pensando que a perda do emprego foi o melhor que poderia lhe ocorrer, você começa a acreditar que este evento não é algo ruim, muito pelo contrário, é uma oportunidade de crescimento. Você terá oportunidade de aprender que você não pode controlar a vida, que as coisas acontecem no momento que tem de acontecer, terá de lidar com sua ansiedade e com o fato de que talvez a perda do emprego ocorreu justamente para você poder repensar sua carreira, ou então conquistar um cargo ainda melhor, que lhe trará maior satisfação.

O autor do livro recomenda que comecemos a praticar esta nova maneira de pensar com coisas que não são tão impactantes, para que possamos ir gradativamente nos acostumando com esta filosofia. Afinal, pensar que a morte de um ente querido foi benéfico é algo muito difícil de ser feito. (apesar de que através do luto temos a oportunidade de aprendermos muitas coisas, principalmente como devemos valorizar as pessoas que estão ao nosso lado). Entretanto, eu acredito que, com a maioria das coisas que nos acontece é sim possível aplicar esta nova forma de ver o mundo. E então? Vamos tentar? Será que você não pode mudar a sua postura frente a algo que lhe aconteceu e você rotulou como ruim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário