sexta-feira, 22 de abril de 2011

OS OPOSTOS SE ATRAEM E SE COMPLEMENTAM: MITO CONJUGAL

“ Os opostos se atraem e se complementam” é outra crença que julgo importante fazermos uma reflexão, até mesmo para, quem sabe, evitarmos cair nesta armadilha.

Como afirma Lazarus, não é raro que pessoas com personalidades totalmente opostas se atraiam devido aos seus diferentes estilos de vida. É natural, por exemplo, que uma pessoa extrovertida atraia pessoas mais controladas e introvertidas ou que uma pessoa insegura se sinta muito bem ao lado de uma pessoa segura. O problema é que, como amigos ou amantes, eles se relacionam bem por um curto espaço de tempo, mas quando casam essas diferenças entram em choque.

Assim, o jeito exuberante e divertido dela, se torna motivo de irritação para ele, enquanto o jeito sério dele, que antes era visto como uma qualidade, começa a ser percebido como algo chato, massante. Diante disto, ele se retrai e ela se sente rejeitada, criando um isolamento entre o casal que repercutirá em sua intimidade.

Para o autor, os desentendimentos constantes por causa de limpeza, da desordem e por querer ser mais respeitado, interferem em assuntos mais importantes e causam muito ressentimento. Ele cita até mesmo um exemplo onde uma mulher obsessiva-compulsiva empurrou o marido para o alcoolismo (foi o modo que ele encontrou para lidar com o problema).

Como terapeuta, assim como Lazarus, acredito que o casamento tem maior probabilidade de dar certo quando existem mais semelhanças do que diferenças. Todos sabemos como a convivência diária com alguém não é fácil, pois mesmo que tenham personalidades semelhantes, cada pessoa é única no seu modo de sentir e perceber o mundo. Num relacionamento sempre existirão divergências, mas estas são mais facilmente superadas quando são pequenas, pois podem ser encaradas como enriquecedoras e excitantes. Porém, quando as diferenças são muito radicais e envolvem valores profundos como, por exemplo, como criar os filhos, podem provocar graves crises matrimoniais.

E você? O que acha deste assunto? Dê sua opinião ou conte sua experiência!

Um comentário:

  1. Rs, acho isso muito engraçado! Sou um típico introvertido, talvez só tímido... Mas numa relação conjugal aceitaria tanto uma mulher mais reservada como uma mais solta! É meio ridículo o que vou dizer, mas ficaria muito feliz com uma parceira, que nem a Ivana da novela Avenida Brasil! Não sei se você chegou a ver, ela ficava chamando o cara de bebezão e tratava ele feito uma criança Rs!

    ResponderExcluir